quinta-feira, 15 de junho de 2017

Relações - Sócios Conjugais ou Comerciais

Salve, gente bacana.

Nesta oportunidade, sempre otimizando a ampla divulgação de materiais que possam trazer entendimento e compreensão, apresentamos a todos uma exemplificação de como a Terapia do REPSICON pode contribuir nos aspectos de sociedades comerciais ou ainda em casamentos.
No caso em especial, quais os reflexos de um Resgate feito na memória celular cuja impacto psicológico tem trazido complicações nessas relações.

Ótimo proveito.






domingo, 11 de junho de 2017

A União dos Arquivos Resgatados.

Salvem, Gente Bacana!

O REPSICON pretende mostrar com esta nova publicação uma visão interessante ao Profissional Terapeuta e ao Cliente/Consulente como funciona a ligação e relação de um Arquivo limpo com outro trabalhado.
Bom proveito.

KHEÓPS JUSTO.

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Salvem, gente bacana.
Estamos aproveitando para divulgar ainda um novo material sobre o trabalho terapêutico do REPSICON.
Neste novo vídeo, uma abordagem sobre os motivos pelos quais é tão importante realizar o Resgate de suas memórias de existências passadas.
Bom Proveito!

domingo, 21 de maio de 2017

Documentário EXTRATERRESTRE - O MELHOR

Salvem, gente bacana.

Neste momento, queremos divulgar este documentário que ajuda a recuperar uma parte da memória do grande Gal. Moacyr Uchoa.
Além disso, a espiritualidade, a ciência, a ufologia sob uma ótica diferente e muito bem construída.
Bom proveito.


domingo, 7 de maio de 2017

"PASSA LÁ, VAMOS TOMAR UM CAFEZINHO!"

As Promessas do dia a dia

Temos o agradável e cordial hábito de realizarmos pequenos gestos de amabilidade formal com pessoas que conhecemos.
Depois de um encontro em que há muito não nos víamos fazemos o famoso convite para que a pessoa compareça em nossa casa para um cafezinho, um chá, um filme... uma visita.
Consciência Livre 
Esse tipo de convite em verdade acaba sendo simplesmente por força de hábito, cultura, reflexo automatizado, pois em verdade jamais imaginamos de fato que essa pessoa irá aceitá-lo e comparecer em nossa casa hora dessas para cumprir com o convite e ter umas horas de bate papo informal. Coisa que sequer se cogita, pois assunto em comum nem temos com dita pessoa. Pessoa essa que mal conhecemos e que eventualmente encontramos. Repleta de obrigações e afazeres.
Consciência Livre
Sem perceber estamos o dia todo, a semana toda, mês, anos a fio fazendo pequenas promessas às pessoas que jamais vamos ou queremos honrar. Pequenas ligações energéticas que muitas vezes são cobradas quando do reencontro: "Você disse que passava lá e não foi!"; o que, por sua vez, gera a necessidade de uma mentira. "Verdade, mas estava tão ocupado que não deu!".
Assim as pessoas que querem seguir uma linha tida como espiritual se enroscam em pequenos engôdos sem perceber e vão se enleando umas às outras sem notar. Querem ser baluarte da transcendência e agem com plena inconsciência; querem entender o máxi, quando o micro é quem os derruba, acumula, estressa.
Quando seus arquivos pessoais se abrem com certas urgências, uma espécie de novelo denso e escuro se apresenta em seu universo particular. Desse novelo, muitas dessas pequenas promessas diárias estão ali, amarrando pessoas com pessoas à pessoas.
Consciência Livre
Temos vergonha de que a pessoa se apresente de fato em nossa casa e constate o que somos mais de perto. Nosso habitar natural, nossa sujeira, roupas, casa, filhos, animais, companheiro... Expor uma roupa jogada à beira do tanque ainda por lavar, o piso molhado, as marcas de barro do cachorro, a criança choramingando, é uma exposição que não queremos nos dar ao luxo de revelar. Mesmo que a pessoa ligue combinando o dia e hora para aceitar o convite, nós mesmos arranjamos uma desculpa esfarrapada qualquer para desviar desse "problema" que se arranjou. Mentiras escorrem da boca com muita naturalidade, sem escrúpulo religioso algum.
Afinal, não há como sobreviver em uma sociedade sendo 100% sinceros. É uma questão de vida!
Consciência Livre

Então, por que insistimos em continuar a fazer convites cordiais que, além de promessas, não passam de mentiras?
Precisamos mostrar que estamos bem.
Temos a necessidade de nos apresentar como pessoas educadas e bacanas.
Ser gentil não custa nada, é de graça. Mesmo que uma farsa.
Os canais de relacionamento virtuais são repletos disso.
As fotografias de perfis nos espantam e fazem questionar se aquela pessoa é ela mesma, eis que a conhecemos e em nada se parece com aquela imagem. Sorridente, produzida, maquiada, em momentos tão incríveis da vida que sequer se lembram de viver aquele momento como uma comunhão particular consigo mesmo., ou com algo superior tão procurado e que passa despercebido exatamente no instante tão planejado o ano todo.
A necessidade de expôr aquele milésimo de instante de "felicidade", "vitória", "sucesso" é implantada em nossa conduta como algo premente. O Sistema assim o exige, uma ilusão, doce e falsa ilusão do sorriso "flash" que desmonta imediatamente após o clique.
Consciência Livre
A amabilidade é um gesto natural, não algo implantado como educação formal vinda da cultura ou dos Conceitos de boa conduta social. É perceptível quando a pessoa age de maneira simples e serena, de quando se impõe um abraço que "dá choque", um beijo sem tocar, um cumprimento frouxo, um tom de voz irônico.
As pessoas querem treinar habilidades paranormais, para se destacarem do convencional e não para um benefício maior.
Chegará o instante em que todos seremos telepatas. Será a ruína da sociedade? Quem conseguirá esconder então a verdade por de trás de um simples:
"Passa lá, vamos tomar um cafezinho!"? 
Consciência Livre  

sexta-feira, 7 de abril de 2017

As Marcas das Reencarnações

Salvem, gente bacana.

Neste momento estamos divulgando um material de nosso canal junto ao You Tube onde são feitas algumas colocações sobre pequenas marcas, sinais, manchas no corpo que podem ser estigmas realizados em outras existências.
Confiram.


domingo, 26 de março de 2017

3ª VISÃO.

Salve, gente bacana.

A moda agora é exercitar os olhos para melhorar a visão.

Os olhos possuem músculos que com o passar do tempo vão se tornando "flácidos" ou rijos e como o resto da musculatura precisam sair do estado de preguiça para voltarem a funcionar melhor.

Ocorre que muitos dos exercícios funcionais para os olhos são na verdade parte de uma milenar tradição que os utiliza para outros propósitos, como o despertar (ou clarear) da tão famosa Terceira Visão.

Segue então uma série de exercícios simples os quais se colocados em prática, no mínimo vão melhorar a performance de sua visão.

Sejam felizes e façam felicidades.

YOGA PARA OS OLHOS


Relaxamento Progressivo

Relaxar todo o corpo, parte por parte, começando pelos dedos dos pés até chegar ao couro cabeludo. Pode-se praticar sentado ou deitado, sem adormecer.
Encontre uma posição confortável e feche os olhos. Cumprimente os dedos dos pés, agradeça tudo o que eles fazem por você e peça a eles que se relaxem.
Sinta o relaxamento e agradeça mais uma vez.
Cumprimente seus pés, diga-lhes que este em momento de tranqüilidade para eles e para todas as outras  partes do seu corpo.Peça que eles relaxem, sinta o relaxamento e agradeça.
Lentamente e da mesma forma, você vai subindo por todo o seu corpo: tornozelos, panturrilhas, tíbias, joelhos, coxas, nádegas, órgãos sexuais, parte de baixo das costas, abdômen, meio das costas, ventre, alto das costas, peito, dedos das mãos, mãos, punhos, antebraços, braços, ombros, pescoço, maxilares, rosto, olhos, a fronte e o couro cabeludo.
Sinta seu corpo todo relaxado e imagine uma cena onde você está novamente vendo perfeitamente e inclua-se nessa cena.Você está vendo a cena e vendo você mesmo com clareza, fácil e naturalmente, sem estar usando óculos. Mantenha a imaginação durante alguns momentos.
Sinta seus olhos completamente relaxados e diga a você mesmo que está enxergando cada vez melhor. Repita as afirmações positivas que você mesmo escolheu.
Para finalizar, conte lentamente até cinco, repetindo em cada número que você está vendo cada vez melhor e se sentindo muito bem. Ao chegar a cinco, abra os olhos lentamente, espreguice-se e observe efetivamente como você está se sentindo e vendo.
O exercício inteiro, feito corretamente,leva de 10 a 15 minutos. E o resultado é sempre muito bom, tanto para os olhos como para o corpo inteiro.

Outros exercícios para relaxar


  1. Prestar atenção ao ato de ver,aqueça as mãos e massageie todo o rosto.Primeiro bem suavemente, com a ponta dos dedos para sentir as regiões tensas ou doloridas, depois massageie um pouco mais forte.

  1.  Agora, movimente os olhos simultaneamente em pequenos círculos. Se não conseguir, ajude com um dedo girando na frente de seus olhos. Com círculos para a direita e depois para a esquerda e continue tentando sem o dedo. Toque a testa, acima dos olhos, com as pontas dos dedos e veja se consegue sentir os músculos se movendo. Eles não precisam se mover; vá tentando fazer os círculos com os olhos até que os músculos não se movam mais. Se necessário, faça círculos menores. Feche os olhos e visualize – imagine, apenas – que eles continuam se movendo em círculos. Se encontrar dificuldades, imagine um disco rodando à frente de seus olhos e apenas acompanhe seu giro. Agora,com os olhos abertos, gire-os outra vez e imagine que apenas as pupilas estão fazendo a rotação.Novamente feche os olhos e procure girá-los sob as pálpebras fechadas. No começo é difícil mas logo você conseguirá. E observe sempre se está tensionando o rosto ao fazer os giros com os olhos. Nesse caso, apenas procure relaxar.


  1. Sempre que possível procure relaxar a mandíbula. Bocejar é ótimo para isso, mesmo que você force o bocejo. E sempre que possível boceje em voz alta, é mais relaxante. Dê atenção especial para o pescoço e os ombros, as regiões do corpo que tendem a tensionar mais, o que acaba influindo muito na visão. Vire o pescoço suavemente para um lado e sinta com as pontas dos dedos como está o outro lado. Se houver tensão, massageie o músculo até que sinta que a tensão diminuiu. Repite no outro lado.

  1. Com os músculos do pescoço mais relaxados, faça pequenos círculos com a cabeça. Massageie as vértebras que unem sua cabeça ao seu pescoço e vá aumentando os círculos. Repita com o outro lado.Gire a cabeça, bem lentamente, para a esquerda, permaneça alguns segundos e retorne ao centro, ainda bem lentamente. Da mesma forma, faça o giro para a direita e retorne. Repita, sempre do mesmo jeito e lentamente, o movimento primeiro para cima, olhando para o alto, retorne e faça o movimento para baixo, procurando encostar o queixo no peito. Em seguida, deite a cabeça em direção ao ombro esquerdo, volte e deite para a direita.


  1. Complete o relaxamento fazendo rotações com os ombros, primeiro um, depois o outro e depois os dois juntos. Faça as rotações apenas com os ombros, sem procurar usar os braços. Levante os ombros e depois solte-os delicadamente.

  1. Durante todos os exercícios preste atenção na respiração.

Massagem para os Olhos



O ponto hoku, IG4 para profissionais, é bastante usado para aliviar dores, inclusive de cabeça, e ajuda também a tirar tensão dos olhos.
Observe a localização do ponto na figura abaixo, massageie a região combinando com a respiração.



Os cantos internos, junto à ponte do nariz, abaixo das sobrancelhas, também são excelentes para diminuir a tensão dos olhos. Vá bem devagar porque normalmente esses pontos são bem doloridos. Pressione com os polegares, sinta a tensão que existe em seus olhos e que você nem sabia e vá massageando,aumentando gradativamente a pressão.




Agora é a vez da própria ponte do nariz, pertinho do ponto que você acabou de massagear.Use o polegar e o indicador e massageie esse ponto fazendo pequenos círculos, para um lado e para outro. Esse ponto quando estimulado alivia bastante o cansaço acumulado nos olhos.


Localize agora a pequena cavidade que existe nas têmporas e massageie com suavidade. Use um ou dois dedos e pressione e faça pequenos círculos. Aos poucos, você começa a perceber os resultados.




E finalmente faça pequenos e muito suaves círculos sobre as sobrancelhas e no ossinho logo abaixo. Sempre com suavidade e procurando sentir os pontos de maior tensão (você vai achar os pontos bem sensíveis e que mostram um acúmulo de tensão e cansaço nos olhos). Massageie também embaixo dos olhos e as bochechas e depois a articulação da mandíbula, porque esses pontos também tensionam facilmente.




Termine massageando os ombros e o pescoço, o que além de aliviar a tensão nesses locais vai melhorar o fluxo sanguíneo para os olhos.

Exercícios para fortalecer a visão


  1. Palming
Para descanso total, cubra os olhos com as mãos, empalmar os olhos com as mãos aquecidas é a melhor “ginástica” para descansar os olhos. Esse é até um gesto natural quando estamos muito cansados. Empalmar os olhos descansa o nervo ótico e alivia a rigidez do músculo ótico, que é uma das causas da restrição na visão. Pode ser feito em qualquer lugar mas o ideal é que seja praticado num local escuro. Pode ser feito deitado, de pé ou sentado, mas o importante é que você encontre uma posição confortável, permanecendo com o corpo sem tensões maiores. Combine com uma respiração tranqüila e profunda.
Inicie com 5 minutos, chegando a 20 minutos seguidos por dia.

  1. Exposição dos olhos (fechados) ao sol
Este exercício deve ser praticado antes das 10 horas da manhã ou após as 16 horas. Sem óculos e sem lentes de contato e também sem qualquer vidro entre seus olhos e o sol. De olhos fechados, sempre fechados, vire o rosto um pouco para cima e gire a cabeça, suavemente, para o ombro esquerdo e depois para o direito. Lentamente, mas sem parar, procure fazer o giro de 180 graus. Se não conseguir, ajude com a parte superior do corpo, ou imagine uma pessoa segurando seu pescoço e levando sua cabeça, delicadamente, para a direita e para a esquerda. Observe a luz que entra através de suas pálpebras fechadas e a cor da luz que as penetrará. A luz pode apresentar variação de cores: vermelho escuro, laranja, amarelo, branco brilhante. Se você vê verde, seus olhos estão sendo forçados e você deve interromper o exercício e passar para o da cobertura dos olhos com as palmas das mãos, antes de voltar a expor os olhos ao sol.
Vire sua cabeça dessa forma por cerca de 40 voltas – dois ou três minutos. Vire de costas para o sol e empalme seus olhos por um ou dois minutos, para descansá-los. Continue alternando os dois exercícios por 10 a 15 minutos e veja se está se sentindo confortável. Como variação do exercício, você poderá virar a cabeça para o alto e para baixo, sempre com os olhos fechados, colocando uma das mãos na testa (sem cobrir os olhos) e a outra no pescoço, assim, além dos benefícios da exposição ao sol, você estará massageando e relaxando o pescoço e a testa.
Se sentir dificuldades em expor os olhos ao sol, experimente expô-los ao céu. Vire-se de costas para o sol e faça o exercício.

  1. Olhar suavemente. Sempre.
Procure olhar sempre, para perto e para longe, de forma bem suave, sem esforço, deixando que as imagens cheguem até você, sem precisar forçar os olhos e correr atrás delas.Na leitura, no computador, vendo televisão, andando na rua, olhando uma paisagem, procure olhar sempre de forma muito suave, sem contrair os olhos, sem se esforçar.

  1. Piscar é muito importante.
Olhos que não vêem bem tendem a ficar fixos ou vidrados. Para inverter isso, você deve piscar todas as vezes que se lembrar disso porque piscar descansa os olhos da luz e do trabalho de ver. E ajuda a umedecer os olhos. Mas lembre-se pisque sem forçar o movimento, tudo muito naturalmente.

Exercícios para fazer usando os óculos Yoga para os Olhos


1. Cubra uma das vistas com a mão, pegue um lápis, ou uma foto 3x4, com a outra mão e estique o braço, bem a frente de seu rosto. Traga a mão lentamente até o nariz e estique o braço novamente procurando manter a direção. Varie o ritmo, mais lento, mais rápido, observe sua respiração e procure sincronizá-la com o movimento. Por exemplo: inspire ao aproximar a mão e expire ao afastá-la. Pisque os olhos com regularidade e depois de um minuto descanse. Feche os olhos e sinta a diferença entre o olho que fez o exercício e o outro. Repita com o outro olho.
Essa pequena ginástica é excelente para quem usa muito a visão a curta distância, ativando as forças de acomodação dos olhos.

2. Outro exercício que dá para fazer com e sem óculos é girar o corpo para um lado e para o outro, com os braços acompanhando o movimento, um pé fixo no chão e o outro levantando o calcanhar, ao acompanhar o movimento. Os pés devem ficar separados na distância aproximada de seus ombros. Procure deixar o corpo bem relaxado, os braços soltos e os olhos comandando o movimento. Respire profundamente, mas com suavidade e de forma rítmica. Imagine que você quer ver o que está atrás de você, num ângulo maior de 90° e vá aumentando o movimento naturalmente e sem forçar. Os olhos “puxam” o movimento e vão observando tudo o que está à sua volta. Repita o exercício, agora com a cabeça fixa, só os braços, os ombros e o tronco se movem. Faça cada movimento durante 2 a 3 minutos e depois descanse. E então observe como seu pescoço, ombros e o tronco estão mais relaxados, e os olhos também. Esse exercício é indicado pelo método Feldenkrais (Grande Volteio).

3. Com e sem óculos. Em pé ou sentado, escolha um ponto colorido na parede à altura de seus olhos, observando para que a distância esteja no limite entre a visão nítida e o início da perda de foco. Procure relaxar, respirar mais profundamente e prestando atenção à entrada e saída do ar pelas narinas. Comece a observar o ponto colorido, a parede em volta e os próprios óculos, mas sem tirar os olhos do ponto. Lenta e levemente, comece a movimentar seu corpo para frente e para trás. Imagine que você está respirando pelos olhos: quando inspira, seu corpo vai para frente; quando expira, você volta para trás. Procure relaxar os olhos e pisque em constância maior. Faça o vai e vem durante uns 3 minutos. Descanse um pouco de olhos fechados e com o corpo parado imagine que seu corpo continua fazendo o movimento (só imagine, o corpo fica parado) e você vai enxergando cada vez melhor o ponto colorido, tanto quando se aproxima quanto se afasta.


Exercícios para Miopia


1.    Piscar com freqüência.
2.    Focalizar os olhos em um ponto durante alguns instantes, mas sem tensionar as vistas nem o pescoço e os ombros.
3.    Mover os olhos com freqüência, mesmo na leitura e no computador.
4.    Ler o quadro-teste de Snellen, como explicamos a seguir.
5.    Praticar várias vezes ao dia o Grande Volteio, especialmente antes de dormir, quando deve ser praticado durante 3 a 4 minutos.
6.    Exercício de olhar para o sol, sempre de olhos fechados e movimentando a cabeça para um lado e para o outro e depois para cima e para baixo.
7.    Fazer o Grande Volteio e o exercício de Fixação Central enquanto lê o quadro-teste de Snellen.
8.    Após 2 meses fazendo esses exercícios, para aumentar a visão à distância, recomenda-se trabalhar a visão para perto. Fazendo um exercício que é muito engraçado. Pegue um livro, vire de cabeça para baixo e leia palavra por palavra da direita para a esquerda e de baixo para cima,para compreender o que está lendo. Mas leia palavra por palavra, sem procurar adivinhar o sentido geral da frase. Se a palavra for muito extensa, leia sílaba por sílaba.


Exercícios para Catarata


1.    Palming.
2.    Grande Volteio.
3.    Exercícios para miopia.


Vista Cansada


1.    Palming diariamente por 10 a 15 minutos.
2.    Fazer o Grande e o Pequeno Volteios sempre que sobrar um tempinho.
3.    Piscar conscientemente algumas vezes por dia.
4.    Procurar ler, à distância adequada (30 centímetros, aproximadamente), textos impressos cada vez menores, até chegar ao menor tamanho possível. No computador, isso é fácil, porque você mesmo diminui o tamanho das letras.
5.    Escolha um texto com letras que você enxerga com dificuldade à distância normal. Imagine, de olhos fechados, que você está conseguindo ler até com facilidade esse texto (apenas imagine, o conteúdo do texto não é importante). Mas visualize esse texto como se você o estivesse lendo de fato. Abra os olhos e agora leia de fato e faça a comparação com a primeira leitura. Repita o exercício sempre que possível.
6.    Este exercício quase que só dá para fazer no campo ou na praia.Olhe para o horizonte ao longe e acompanhe algo que tenha movimento: pássaros, folhas de árvores e até avião serve.
7.    Percorra com as vistas o contorno de uma letra, de forma bem lenta. Depois feche os olhos e continue o exercício apenas com a imaginação. A partir daí, imagine a letra diminuindo de tamanho e continue fazendo o seu contorno.
8.    Leia um texto qualquer e vá repetindo mentalmente: letra preta em fundo branco, letra preta em fundo branco (várias vezes) e veja o resultado.
9.    Escreva qualquer coisa, de forma bem descontraída, sem apertar a caneta nem forçar os músculos. Escreva relaxadamente e vá diminuindo o tamanho da letra, ao trocar de linha. Veja até onde você consegue ler. Depois feche os olhos e continue o exercício mentalmente.
10. Durante todos esses exercícios procure respirar lenta, tranqüila e profundamente. Ao ar livre ou olhando por uma janela aberta, observe uma nuvem no céu e faça o seu contorno bem lentamente, observando todos os detalhes. Depois olhe para alguma coisa bem perto de você – as horas no seu relógio, a palma da sua mão, uma unha, qualquer coisa. Repita o exercício duas ou três vezes. Olhar para longe e para perto simultaneamente é um ótimo exercício de “musculação” para seus olhos.


Alongamento dos músculos oculares


Quando não estiver fazendo nada, você pode fazer um pouco de “musculação”  para seus olhos. Sente-se confortavelmente, mãos no colo e pés plantados no chão. Respire fundo algumas vezes e fique o mais relaxado que conseguir.
Agora,ao inspirar alongue os olhos para cima, olhando o mais alto que puder, sem mexer a cabeça e sem cansar-se. Procure não franzir a testa. Retenha a respiração um instante e quando estiver pronto para expirar faça o movimento dos olhos para baixo e expire. Alongue os músculos dos olhos para baixo, com a cabeça fixa e ainda sem se cansar.




Agora é a vez de olhar e alongar os músculos em diagonal: para cima e para a esquerda, para baixo e para a direita. E o inverso: para baixo e esquerda, para cima e direita. Sempre acompanhando a respiração.




Finalmente, gire os olhos, bem amplamente, mas sem forçar demais, primeiro no sentido horário, várias vezes. E depois no sentido anti-horário.
E agora é hora de fazer um pouquinho de “palming”: cubra os olhos com as palmas das mãos.
Faça esse exercício 3 ou 4 vezes por dia. Ocasiões não faltam: enquanto caminha, vê televisão, usa o computador e até em filas.
Terapia da Visualização

O Barco no Porto – deve ser praticada de 3 a 6 minutos, pela manhã, todos os dias, e se possível, ao entardecer

“A hipermetropia significa não conseguir distinguir detalhes com clareza, como ver a floresta mas não as árvores que a compõem.
A miopia significa ver detalhes mas não conseguir ter a noção da figura como um todo.
O astigmatismo denota um pouco de confusão sobre algo ou alguém que não se consegue ver claramente, e é evidente tanto na hipermetropia como na miopia.”

O exercício que se segue é para miopia. Para a hipermetropia, basta inverter a direção. O astigmatismo melhorará à medida que a visão também começar a melhorar.

Feche os olhos. Expire 3 vezes e veja-se em pé à beira de um ancoradouro. Ao longe se vê um barco a vapor. Veja-o começar a mover-se para sua esquerda. Ele navega em círculo a partir da sua esquerda, dá a volta completa na sua cabeça, vai para a direita e retorna ao centro. Não mova fisicamente sua cabeça enquanto observa o barco,mas vire e gire seus olhos imaginários o máximo que puder para seguir o barco. Veja então o barco navegar até você no porto,virar-se e navegar e volta para o horizonte. Faça então com que o barco se vire para a direita,faça um círculo completo para a esquerda, voltando para o centro do horizonte. O barco então vai até você no porto,vira-se e retorna ao horizonte. Visualize um bando de pássaros vir desde o barco em sua direção, siga-os com seus olhos imaginários,mantendo a cabeça firme até que passem por cima da sua cabeça e a ultrapassem. Eles então se viram, retornam voando ao barco e vão para além do barco, em direção ao horizonte, até desaparecerem de vista. Quando terminar, respire e abra os olhos.

No exercício para hipermetropia, o barco deve começar no porto e navegar em direção ao horizonte, circundar sua cabeça pela esquerda e pela direita, terminando de volta ao porto. Os pássaros devem voar do barco diretamente para o horizonte, voltar na sua direção e ultrapassá-lo, retornando ao barco antes de você respirar e abrir os olhos.

Exercícios de Chi Kum – Meditação Sorrindo para Dentro dos Olhos


Sente e tranqüilize a mente.Marque (ou desenhe) um ponto à sua frente, na altura de seus olhos, e fixe esse ponto durante alguns momentos. Agora, cerre um pouco seus olhos e focalize a ponta de seu nariz, por um ou dois minutos. Suba o foco para a saliência de seu nariz (nem todos tem essa saliência),vendo-a ou imaginando-a, e aí fique mais um ou dois minutos. E então suba mais um pouco o foco (agora é quase só imaginação) e fixe-o no terceiro olho, entre e um pouco acima dos olhos. Feche os olhos.

1.    Visualize, um sol sorridente (se for de dia) ou uma lua, se for à noite,bem na frente de seus olhos. Se preferir, visualize o rosto sorridente de uma pessoa que você gosta muito. O sol, a lua ou o rosto amado têm um sorriso lindo, com uma energia maravilhosa e estão fixados em seus olhos.
2.    Dirija a energia desse sorriso para dentro do canto externo de seu olho esquerdo. Sinta como essa parte de seu olho começa a relaxar e a sorrir também. Para facilitar, sorria levantando o lado esquerdo de seus lábios. Perceba a conexão entre o sorriso dos lábios e do olho. Sinta como o lado esquerdo de seu rosto começa a relaxar e a levantar.
3.    Repita os movimentos e a visualização para o canto externo do olho direito (sorrindo com o lado direito dos lábios).
4.    Sorria (sempre junto com o sol, a lua ou o rosto imaginado) para dentro do lado interno do olho esquerdo e depois para o olho direito. Mas sempre lentamente e sem pensar em nada mais.
5.    Agora, procure levar a energia do sorriso do sol para a pupila esquerda e depois para a direita. E perceba como elas também se enchem de alegria.
6.    Chegou a vez da íris, sempre começando com o olho esquerdo e depois o direito. Sinta como todo seu rosto está mais relaxado. Porque seus olhos também estão mais relaxados.
7.    Inspire profundamente mas tranqüilamente, procurando levar o ar até o baixo ventre. Expire também tranqüilamente, procurando contrair a íris e o períneo (região entre o órgão sexual e o ânus), para ajudar a relaxar cada vez mais a região da íris.
8.    Agora, sorria e veja o sorriso do sol....tomando conta de toda a parte branca de seus olhos. Primeiro o esquerdo, depois o direito.
9.    Sorria para dentro da pálpebra esquerda superior e depois para a direita, sempre lentamente e então passe para as pálpebras inferiores.
10. Ainda de olhos fechados, visualize novamente a ponta do nariz, depois a saliência e novamente o terceiro olho. Leve toda a energia de alegria e paz do sorriso para essa região. E você já estará completamente relaxado.
11. Leve a energia sorridente para dentro da sua cabeça e fique assim por alguns minutos. Observe seus pensamentos ou simplesmente não pense em nada.
12. Lentamente, vá voltando ao estado de consciência, ainda de olhos fechados, aqueça as mãos e massageie seu rosto. Aqueça as mãos novamente e coloque-as em concha sobre os olhos e fique assim alguns instantes antes de abrir os olhos.


Essa meditação , além de relaxar os olhos e fortalecer a visão, vai ajudar a diminuir a tensão de todo seu corpo. Experimente.

Um Toque de Sabedoria

Um Toque de Sabedoria
Acesse mais material no G+