sábado, 3 de fevereiro de 2018

AS PRÁTICAS E OS HORÁRIOS ADEQUADOS

Salve, Gente Bacana!!
Estamos divulgando novo vídeo com novo tema e muito curioso desta vez.
Por que motivo sugere-se que as práticas devam ser realizadas sempre no mesmo horário, lugar e dia?
Aqui uma explanação breve e sucinta das razões.
Felicidades e um abraço fraterno.




terça-feira, 23 de janeiro de 2018

A DOR E O SOFRIMENTO - Retorno

Salve, gente bacana!
Disponibilizamos novo material depois de um bom tempo de "licença prêmio".
Em breve retomaremos as atividades sempre procurando informar e conscientizar.
Abraços fraternos.


domingo, 14 de janeiro de 2018

VÍCIOS E A FALANGE

Salve, gente bacana!

Alguns assuntos, alguns temas muitas vezes queremos passar apenas os olhos, deixar o famoso "curti", e seguir adiante.
Todavia, para quem vive de perto cenários complexos, duros, amargos, um pouco de informação sempre ajuda, pois a pessoa sempre em seu íntimo se indaga: "Por que isso aconteceu?" E, "Como resolvo isso?"

Consciência Livre

Uma pessoa que vivenciou a forte experiência do vício, por exemplo, (em especial o vício químico) passa a ser conectada por faixas de afinidade vibracionais, a uma egrégora (ou falange) de forças densas as quais têm em conta a sua própria necessidade de se alimentar desse consumo danoso e para isso, vão forçar o recuperado a voltar ao uso. Por esse (e claro, outros fatores emocionais, psicológicos e de limpeza química) a pessoa padece horrores para reafirmar seus propósitos em manter-se limpa. E a família que acompanha, se esforça magnanimamente na mesma intensidade.

Consciência Livre

Nesse sentido, caso essa falange não consiga, não medem escrúpulos em buscar a próxima pessoa que possa ter fraqueza ou a mesma afinidade vibracional no seio da família para viciá-la e fornecer esse alimento de energia deletéria.

Um descendente gerado pelo sangue de usuário de substâncias entorpecentes para a ter essa mesma assinatura com grandes possibilidades de abertura ao vício também. Pelo assédio.
Mas existem formas de se prevenir esse risco.

Consciência Livre

Para se evitar quedas nesse caminho, o processo do jejum (purificação) de 21 dias seguidos com mantença dos 7 primeiros sem a ingesta de nenhum tipo de alimento sólido ou líquido; depois com 7 dias de líquidos e sucos diluídos e 7 dias com sucos integrais e parcas doses de caldos auxiliam na desintoxicação e quebra da faixa vibratória.
A técnica de tratamento de bioenergética associada à geoterapia (argila, barro) com placas de argila por sobre o corpo, dieta específica para cada cliente e ingesta de chás adequados a erradicar verminoses que se nutrem da química no sangue quebram eficientemente esse risco de viciar-se (ou recaída).

Consciência Livre

A prática do jejum de 21 dias é orientada a maiores de 21 anos de idade, cuja compleição física e mental já é madura o suficiente para entender a seriedade do trabalho e as respectivas fases de transições intensas pelas quais o praticante se submete, tal como uma verdadeira iniciação interna. Um encontro íntimo.

Consciência Livre

Já a terapia da bioenergética pode ser aplicada desde a tenra idade para liberar os filhos amados da sombra nefasta do laço do vício, sempre atento à escolha de profissionais competentes, de boas referências e não sensacionalistas.

Consciência Livre

Os progenitores que optarem pela mudança de frequência vibracional voluntária (sempre mais fácil quando assim se sucede) podem objetivamente, focados elevarem sua prole a uma oitava superior que atenua em muito essa probabilidade marcante de vir a se tornar também uma usuária no futuro.

Esse cuidado é algo concreto e racional, independentemente de crenças ou profissão de fé, por isso é que se sugere e indica práticas táteis e tangíveis que resgatam e purificam a Essência em seu estado puro.

Mas ainda assim, a escolha de se livrar do assédio é subjetiva.








domingo, 31 de dezembro de 2017

ANOS QUE SEGUEM...

Salve, gente bacana...

Em passagem de ano sempre uma mensagem de fé, esperança, saúde e abundância pululam as redes.
Não que iremos ser diferentes aqui e agora, pois cá estamos em uma rede e com um texto...
Mas talvez este texto, este informe saia do convencional, como uma espécie de alerta para tempos modernos.

A cada vez que uma planta em seu quintal floresce, os mais atentos observam com alegria a visita das pequenas criaturas aladas que surgem para coletar o pólen e fabricar o mel. As abelhas, metódicas que são, cumprem sua atribuição com esmero, recolhem e tarefa concluída não ficam a perder tempo, ou consumindo o que coletaram; possuem diretrizes e as seguem criteriosamente. Vão para casa! Precisam fabricar alimento para a colmeia e dali, dar suporte a toda uma estrutura previamente organizada que confiam no trabalho de cada um.
Consciência Livre
Infelizmente observamos que também, as mesmas flores abertas ao mundo, atraem outras espécies de criaturas com seu saboroso alimento e mavioso odor: as moscas!! De tamanhos e formas variadas, as moscas não se preocupam em realizar um trabalho organizado, elas pousam sobre as mesmas flores e ali comem e sujam! As moscas provém de lugares duvidosos e imundos e, ao competirem com as abelhas o mesmo espaço, o fazem de maneira desleal e cruel, sujando o pólen. As abelhas, com seus ferrões, poderiam iniciar um combate mortal para as moscas, entretanto, dotadas de velocidade espantosa, qualquer tentativa de uma abelha de ferroar uma mosca, resta ridícula. Então, suportam essa forma daninha e seguem como podem sua labuta.
Consciência Livre
Uma mosca não tem normas, regras, diretrizes a seguir. Uma abelha, ao completar sua coleta, vai para casa! Uma mosca, vai para a SUA casa. Não importa se você fechou as janelas ou apagou as luzes. A mosca entra. Ela não tem casa, é uma pária, ela se sente atraída por um teto onde não se molha, pelo cheiro, pela luminosidade, pelo calor de seu corpo, ela senta no seu braço, sua face, sua boca e de seus filhos e entes queridos; senta-se e se espalha pelos objetos da casa, pelas roupas e alimentos. E não pense que todas as vezes que isso ocorre ela acabou de vir de um flor, não, certamente não há flores todos os dias, mas sempre há um monte de fezes para ela se refestelar. E com essa carga "sublime", ela não tem escrúpulos e te aborrece até onde o limite do suportar.
Consciência Livre
Ocorre que isso também é um risco para ela mesma. Se você não for uma pessoa entorpecida pela raiva ou preguiça, vai exterminar essa "visitante" inoportuna com uma chicotada de um pano, um tapa certeiro, ou, o "bom" e velho spray de veneno. A mosca, por insistência compulsiva, se torna sua própria inimiga ao teimar veementemente no mesmo ambiente ou pousar insistentemente no mesmo lugar no exato instante em que foi espantada dali, para seu tormento.
Consciência Livre
Uma abelha, eventualmente ao entrar em sua casa, jamais fará isso! Ela quer ir embora, pois sabe que esse não é o seu ambiente e somente soltará seu ferrão se for acuada, espremida ou tratada com desleixo. 

O que queremos dizer com isso tudo? Uma mosca ao entrar em seu universo doméstico, não irá embora jamais apenas e tão somente se você a xingar, soltar impropérios e se irritar com palavrões. Ela não liga! Ela não se importa, pois não se ofende com nada disso. E, perdoem a comparação inversa, mas também não adiantará em nada uma forte e boa oração, uma reza, e tampouco uma conjuração... A mosca vai ficar zumbeteando em sua sopa!
Consciência Livre
Estamos nos mundos internos constantemente sendo acossados, atacados, assediados, obsediados, implantados por todo tipo de escória e raças mal-intencionadas que se associam a entidades (encarnadas ou não) para sugarem nossa energia adquirida com tanto esforço e esmero, manipular nossas mentes, mudar nosso DNA ao seu bel-prazer e interesses. Temos percebido que se mantivermos uma conduta entorpecida, anestesiada, isso nos fará apenas vítimas de moscas que nos sujam, incomodam, aborrecem e trazem doenças a nós e nossos filhos e amados. Outra coisa que temos observado é que as "moscas" se atualizam. Sim, elas estão sempre atentas ao "veneno" da moda e se ajustam geneticamente para resistir e suportar o novo "lançamento" em lata colorida. E mais, pasmem, muitas dessas alternativas elas convertem em alimento!
Consciência Livre 
Cortar e erradicar as flores de seu quintal, não é necessariamente a solução, pois como dissemos, um alimento qualquer em sua cozinha atrai moscas - e a ausência de flores excluirá as abelhas.

O alerta que fazemos para que este Novo Ano que surge é que prestemos atenção para as nossas práticas tidas como solução para todos os ataques nos planos energéticos, astrais e mentais. Todos os tipos de implantes que são alojados em nossos corpos, cuidar de nossa mente, pois nem tudo é ideia, sugestão, intuição! Zelar por nosso sono, nossa percepção sensorial. Os sonhos que temos. Atualizar nossos recursos contra tudo isso.
Não que queiramos diminuir ou menosprezar suas formas de defesa, mas cuidar para saber muito bem com quem anda se unindo para se "libertar" de tal ou qual entidade, ou ente que o perturba; cuidado com alianças, acordos, combinados... Você poderá estar se unindo a uma varejeira em troca de se livrar de um simples mosquitinho pólvora. Muitas pessoas insistem em técnicas obsoletas e ultrapassadas! E depois reclamam que não funcionam, gritam, esperneiam contra o divino, o sagrado, o amparo que "nada faz" em nossa defesa... Baixam a guarda e sua vibração por ignorância e teimosia no tradicional e conservador, exatamente por ser tradicional e conservador. Ou pior, trocam o certo pela moda, pela novidade de "terceirizar" a responsabilidade de zelar por si mesmo em troca de alguns reais a outra pessoa. Cuida de ti!
Consciência Livre
Essa corja não para no tempo. Usa e reajusta seus instrumentos e ataques a cada nova forma que nós também o fazemos... Não fique acreditando em coisas. Busque sua própria investigação, estude, investigue, experimente. Se não está funcionando, permita-se assombrar-se, mas siga mudando as técnicas sem choramingar.

Reúna-se com amigos, colegas, troque ideias, sugestões, práticas, ajuste e reajuste. Leia, atualize-se. Não há muita cordialidade nesse mundo vibracional sem normas e fronteiras. Muitas vezes o diálogo sobra e o que resta como solução efetiva é a boa e velha bordoada para arrepio de muitos cordatas. Não perca o bom-humor, mas seja firme e coerente com o que investiga e as informações que lhe chegam (seja da rede ou de seus mundos internos).
Consciência Livre

Que este Novo Ano possa nos trazer Consciência Livre! Sapiência para chegar ao Conhecimento adequado e sim, claro, Abundância, Prosperidade, Saúde para desfrutar disso tudo e, o genuíno e verdadeiro Amor!
A Paz, vem por acréscimo.

Sejamos felizes e façamos felicidades.

sábado, 4 de novembro de 2017

CURSO DE FORMAÇÃO EM REPSICON.

Salve, gente bacana!
Neste momento estamos divulgando o Curso de Formação na Terapia Consciencial de Resgate.
Neste vídeo abaixo, procuramos explanar mais detalhes de que como montar suas turmas e realizar uma parceria neste novo projeto.
Para maiores explicações, mantenha contato conosco:
43-99151-4551
ou pela Clínica Bem Estar Terapias Naturais:
43-3347-8701
Um fraterno abraço.

domingo, 22 de outubro de 2017

SAÚDE, UM DESAFIO PARA VOCÊ SER VOCÊ MESMO

Salve, gente bacana.


Quando se fala em saúde, pensamos em dois movimentos, a nossa e a de nossos entes queridos.

Em seguida, calculamos o que fazer quando se está doente...
Pena.
Podemos fazer diferente.
Evitar ficar doente é o melhor caminho, afinal, sem dor nem sofrimento (e gastos).


Bárbara Ann Brennan cita alguns caminhos interessantes dos quais partilhamos aqui a ideia para que todos possam ter uma noção simples de como se prevenir doenças.



Consciência Livre


A coisa mais importante que se deve aprender em relação à saúde é o modo de conservá-la. No meu modo de ver, os princípios mais valiosos para conservar a saúde são os seguintes:

1. Manter profunda conexão consigo mesmo e com o seu propósito nesta vida, tanto no nível pessoal quanto no mundial. Isso quer dizer amor a si mesmo e respeito por si mesmo.
2. Compreender o que a saúde e o tratamento significam para você e por você.
3. Atender a si mesmo e tomar conta de si. Ou seja, observar a orientação interior, que lhe chama a atenção assim que se manifesta um desequilíbrio em algum lugar, e segui-la até o fim.
 Tomar Conta de Si Mesmo
Para tomar boa conta de si mesmo você precisa de uma rotina diária, que inclua meditação, exercícios, boa alimentação, higiene, a dose certa de repouso sempre que se fizer necessário, as roupas certas, o lar, o prazer, o desafio pessoal, a intimidade e os amigos. Misture tudo isso com uma boa dose de amor, e colherá grandes recompensas. Suas necessidades pessoais variarão com o decorrer das semanas e dos anos. Seja flexível. O que é direito num período pode não o ser em outro. Em vez de deixar que lhe digam qual é o regime de que você precisa em especial, é muito importante que você o determine para si mesmo. Nisso reside toda a essência do tratamento e da boa saúde: a auto-responsabilidade e a devolução da força ao eu. Aí vai uma lista de cuidados pessoais e exercícios de tratamento encontrados neste livro. Não se esqueça de que a variedade é o sal da vida e de que o crescimento pessoal medra na mudança.

Consciência Livre

sábado, 14 de outubro de 2017

ENCARNAR EM SI MESMO

Salve, gente bacana!

Algumas pessoas que possuem uma inquietude dentro de si, são capazes de fazerem perguntas tão profundas quanto espantosas.

Uma dessas perguntas que chegou até nós é sobre o reencarne e a consciência, a transmigração, entrantes, trocados e coisas do gênero. Pessoas preocupadas se ao saírem em Astral terão seus corpos invadidos por outros seres ou criaturas. Práticas apométricas seriam bem guardadas e vigiadas? Conseguiríamos um momento de "férias" do corpo físico para podermos nos recuperar energeticamente em outra faixa de dimensão vibracional?
Perguntas assim nos deixam repletos de alegria por sabermos que existe interesse em sair adiante além do mundo da matéria.

Nisso encontramos um trecho da obra "Mãos de Luz", em que o personagem conversa com uma inteligência avançada e nesse diálogo, uma nova opção é revelada, a possibilidade de reencarnar em si mesmo!

Como seria isso? Em que momento se daria, para quê?

Ao que nos consta, seria uma oportunidade consciente de otimizar reencarnes futuros no mesmo corpo com um nível de consciência distinto, duas consciências no mesmo corpo em transição até que uma absorve a outra de maneira gradativa e sem conflito, eis que a mesma pessoa. Confiramos aqui o trecho em que esse diálogo se desenvolve:

David: “Que significa reencarnar dentro do mesmo corpo?”

Heyoan: “Num sentido, e aqui precisamos apelar para uma metáfora, você se reúne com os seus guias espirituais antes do nascimento e escolhe os seus pais; escolhe um grupo de realidades prováveis; escolhe trabalho para fazer; e escolhe um conjunto de energias, que construirão um corpo. Em certo sentido, você separa uma porção do seu Ser Maior, toma essa consciência e cria um corpo com ela. Escolhe seus pais e as qualidades físicas que deles herdará.
“Você se senta e escolhe tudo isso com um propósito específico. Se, numa determinada existência, completar esse propósito e alcançar certa meta, será sempre muito fácil acrescentar outra existência. Você simplesmente entrelaça a nova consciência, que pode ser usada no corpo seguinte, com o antigo corpo e a consciência antiga.
“Assim, terá feito bem o seu trabalho e, à medida que funde a nova consciência no ‘antigo corpo’, encontra muitas mudanças ocorrentes, pois está agora integrando os dois.”
Consciência Livre
David: “Eles já estão integrados.”

Heyoan: “Com efeito, Não é uma coisa maravilhosa? Quando morre ou, como preferimos dizer, quando parte ou deixa cair o corpo, e já não necessita dele como instrumento de transformação, transmutação e transcendência, você não precisa criar outro. O corpo é um instrumento, um veículo que você criou para focalizar determinados pontos dentro do eu que deseja transformar de um modo muito eficiente. Todos os sistemas do corpo são construídos precisamente para essa transformação. Você o verá no trabalho, no sistema nervoso, no funcionamento automático do corpo, até no funcionamento das células dos ossos. Descobrirá que cada porção do corpo é um instrumento delicado e belo para uso da transformação. Não é um fardo. É um dom. Infelizmente a maioria dos seres humanos não o compreende.
“Se voltarmos a usar a metáfora de sentar-se a uma mesa de conferência conosco para escolher a sua vida, você, a maior porção de você, que não está completamente encarnada (e nós precisamos dizer que você não pode fazê-lo de maneira alguma), a maior porção de você decide se o melhor lugar de que dispõe para o próximo trabalho de transformação é ou não é um corpo. E quando tiver feito pleno uso desses veículos físicos, sejam eles quais forem, terá terminado o giro da vida e da morte, como lhe chamam, ou a roda de encarnações no plano físico. Você, simplesmente, já não precisa desse instrumento para separar um tempo linear, nem de um espaço tridimensional que lhe facilita a visão dos pontos determinados que deseja transformar. É nesse ponto que você decide — você, o você maior, e você é uma grande alma, muito maior do que a porçãozinha encarnada. Você então decide se vale ou não a pena, digamos assim, utilizar o corpo físico. É mais ou menos como apanhar uma enxada ou um ancinho. O jardim ainda precisa ser limpo com um ancinho? Nesse caso, por que não usar o ancinho, em vez de usar, digamos, a mão?”
Consciência Livre
David: “E depois que terminamos nossos giros de encarnação no plano físico?”


Heyoan:  (...) “Sua realidade física está agora passando para a fase seguinte, onde a transformação já não focalizará a dor. A transformação e o tratamento futuro abrangerão o movimento, a música e a arte de forma criativa. O tratamento vira criatividade à proporção que nos movemos para a luz e a retemos dentro de nós. À maneira que se dissipa a escuridão, o processo de transformação torna-se mais um processo de criatividade do que de cura.”

Um abraço fraterno.

Um Toque de Sabedoria

Um Toque de Sabedoria
Acesse mais material no G+